sábado, 18 de setembro de 2010

Muletas



Um famoso ditado popular diz: "Desculpa de aleijado é a muleta". Existem pessoas que na incapacidade de lidar com a sua própria vida e com os seus próprios problemas, transferem suas raivas, frustrações e tristezas para as pessoas próximas, e essas viram uma espécie de "muleta". Exemplos não faltam: Alguém que não passa em um processo de emprego, coloca toda a culpa no entrevistador que não foi com a sua cara. Mas será que essa pessoa realmente buscou se preparar a longo prazo para conseguir o objetivo quando aparecesse a oportunidade? E o estudante, que fica revoltado por não passar direto na matéria, será que estudou o suficiente para isso? Sem contar aquelas pessoas que colocam a culpa de todas as desgraças da sua existência naquela pessoa que não corresponde ao seu amor. Será que elas lembram que o coração delas não bate no corpo de outra pessoa? O mundo está cada vez mais egoísta e se procurarmos sempre uma "muleta" para nos ajudar, corremos um grande risco de nos decepcionar com as pessoas ao nosso redor. A busca pela felicidade ou simplesmente por algo melhor deve partir de nós e ficar por nossa conta o máximo possível. Talvez tenha um aqui e outro ali que estenda a mão ás vezes, mas devemos encarar apenas como um complemento daquilo que já temos em mente e no coração. Por isso, é importante ter a consciência de que precisamos em qualquer circunstância aprender a andar sozinhos, pois quem depende de muletas pode um dia ficar sem elas, mesmo contra a sua vontade. E o tombo será inevitável.


* Talita Cruz

6 comentários:

Ariadne Lima disse...

É isso aí, linda. Parabéns pelo texto.

André San disse...

O problema é que é muito difícil olhar pra gente mesmo. É mais fácil culpar os outros... Muletas confortam, o que é grave. Beijos!
André San - www.tele-visao.zip.net

ana paulino disse...

Olá, desculpa perguntar, quantos anos vc tem?Pq você escreve tão bem e pela foto ao lado vcs parecem adolescentes, acho tão linda sua sensibilidade, amo demais ler tudo o q vc escreve beijos Ana

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Se eu não fui aprovado em algum lugar, a responsabilidade é minha. A pessoa deseja outro perfil. Assim que encaro a vida. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

Marcos Vinicius Gomes disse...

Olá,

É importante reaprendermos a cuidar de nosso destino, sem esquecer entretanto que não dependemos apenas de nós em algumas situações que exijam esforço e emprenho coletivo. Ou em situações onde o aspecto histórico e social falem mais forte - não que deva haver comodismo, mas uma estratégia para vencermos estes obstáculos que nos impedem de sermos felizes. Por exemplo em situações onde imperem o racismo, sexismo, machismo, exclusão social, etc.
Abraços.

thiagoreder disse...

Acho que quem usa alguém de muleta, foi muito mimado pela família, pois a boa educação familiar ensina o filho a pescar, e não a esperar o peixe na mesa.

Muito bem escrito. Sou seu fã.

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes